DOURADINHO, DOURADO

Imagine que você está jogando seu jogo favorito em um mundo virtual e conseguiu arrecadar ferramentas, armas, poções mágicas e outros itens que pretende trocar com outros jogadores no ambiente digital através de seu avatar. Tratando-se de World of Warcraft ou Entropia segundo os termos de uso com os quais os jogadores têm de concordar antes de começar a jogar tais bens virtuais pertenceriam aos desenvolvedores dos jogos e não ao player.

A maioria dos jogos de mundos virtuais tem um sistema econômico que permite aos jogadores negociar, comprar ou vender propriedade virtual e envolve grandes quantidades de dinheiro do mundo real. A subtração de propriedade virtual envolve o roubo de propriedade que existe puramente num espaço ou ambiente digital; isto difere do roubo tradicional quando envolve o roubo de um item físico real.149

Os jogos do mundo virtual se tornaram um alvo para criminosos que estão procurando por itens virtuais porque contêm valor no mundo real. Esses criminosos invadem deliberadamente contas de jogadores, roubam propriedade virtual e personagens virtuais no jogo e depois os vendem, geralmente no mercado negro, por milhares de dólares. Os procedimentos de autenticação de muitos desses jogos são muitas vezes antiquados na melhor das hipóteses; eles consistem em dois campos, login e senha que são digitados manualmente e, em seguida, um botão de login é pressionado. Estas formas de autenticação podem ser quebradas facilmente.150

Uma razão plausível pela qual os criminosos de computador optaram pelo crime no mundo virtual é que acarreta menos riscos do que as formas tradicionais de criminalidade, pois há poucas hipóteses de que a polícia poderá processá-los por roubar uma poção mágica, por exemplo, mesmo que sejam apanhados.151 A recuperação de propriedade virtual dentro desses mundos virtuais também pode ser bastante difícil. Isto muitas vezes é o resultado de simplesmente não se ter a funcionalidade dentro do jogo para fazer isso. Quando um item for perdido ou roubado, tem de ser rastreado desde a fonte original até a nova fonte o que pode envolver operações de banco de dados detalhadas e complexas.152

Para lidar com a subtração de bens virtuais, em primeiro lugar, é necessário estabelecer direitos de propriedade para proteger a propriedade dos jogadores para não serem roubados por outros jogadores ou perderem a propriedade virtual devido a negligência ou confisco por parte dos desenvolvedores de jogos.

 

149 A Multidiscipline Approach to Governing Virtual Property Theft in Virtual Worlds artigo de Nicholas C. Patterson e Michael Hobbs no livro What Kind of Information Society? Governance, Virtuality, Surveillance, Sustainability, Australia, 2010.

150 Idem.

151 Idem.

152 Idem.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s